sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

De volta pra estante #8: O Guia do Mochileiro das Galáxias.

O Guia do Mochileiro das Galáxias é um livro realmente admirável. Há muitos anos que vem sendo escrito e revisto, por muitos redatores diferentes. Contém contribuições fornecidas por inúmeros viajantes e pesquisadores.

   E eis o que é o Guia. Um conjunto de verbetes sobre todos os assuntos. Todos. Do universo inteiro. Imagine a Wikipédia, só que uma versão que engloba todas as Wikipédias de todos os planetas e galáxias. Que tal? Grande, né? Sorte que esses textos estão na versão virtual…

moch

Nome: O Guia do Mochileiro das Galáxias
Autor: Douglas Adams.
Editora: Sextante.
Sinopse: Considerado um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica, O Guia do Mochileiro das Galáxias vem encantando gerações de leitores ao redor do mundo com seu humor afiado.
   Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect.
   A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.
   Mestre da sátira, Douglas Adams cria personagens inesquecíveis e situações mirabolantes para debochar da burocracia, dos políticos, da "alta cultura" e de diversas instituições atuais. Seu livro, que trata em última instância da busca do sentido da vida, não só diverte como também faz pensar.

   Primeiro, gostaria de comentar algumas coisas que estavam escritas no prefácio do livro: o autor, Douglas Noel Adams, se considerava o próprio DNA: ora, vejam o que as primeiras letras do nome dele formam. Além disso, ele nasceu nove meses antes do anúncio desta descoberta da ciência. Muito curioso, não?
   O livro conta a história de Ford Prefect, um betelgeusiano que resolveu revisar e aumentar o acervo do Guia do Mochileiro. Para tal ele deve percorrer toda a galáxia, observando todos seus aspectos; desde o comportamento dos seres até sua alimentação. Ele chega na Terra por meio de uma carona, e acaba ficando preso aqui por 15 anos. O cara tem que se acostumar, né? Ele se disfarça de ator desempregado, e acaba achando em Arthur Dent um amigo muito fiel.
   Eis que um dia Ford, com um de seus aparelhos extraterrestres, percebe a chegada de vogons, uns seres muito indesejáveis. Se eles estivessem vindo pra Terra, este seria o fim do planeta, inevitavelmente. E também a chance dele voltar a percorrer o espaço.
   Como um bom amigo, Ford salva Arthur do fim iminente, levando-o consigo pela longa jornada, reescrevendo o Guia do Mochileiro das Galáxias. Muitas, mas muitas, surpresas os aguardam. Afinal, “o espaço é grande. Grande, mesmo. Não dá pra acreditar o quanto ele é desmesuradamente inconcebivelmente estonteantemente grande. Você pode achar que da sua casa até a farmácia é longe, mas isso não é nada em comparação com o espaço.”(introdução do Guia do Mochileiro das Galáxias).
   O que faz deste livro uma leitura tão prazerosa é como ele foi escrito: cheio de sarcasmo e tiradas engraçadíssimas. Críticas sociais disfarçadas é o que não falta. E os comentários a respeito do comportamento humano são imperdíveis!
   Você pode aprender com o Guia também. Já se imaginou viajando com apenas uma mochila nas costas? O que você acha que não pode faltar? Ah, meu caro e minha cara, leiam o livro e descubram, e vejam se o DNA não tem razão…


2 comentários:

  1. CONVITE
    Passei aqui lendo.
    Sou um leitor assíduo de blogues.
    Mas, estou lhe convidando a visitar o meu blogue. Muito Simplório, e se possivel seguirmos juntos por eles.
    Estarei lhe esperando lá. Lhe desejando um Tempo de Paz e harmonia Espiritual.
    Te espero lá, com um...
    Abraço Fraterno

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Posso dizer que ainda não li o livro, mas sua resenha ficou tão interessante que a indiquei para o quadro Resenhas 10+ em meu blog. Espero que sua criticidade continue sempre tão verdadeira quanto me parece, e que muitas resenhas mais sejam feitas.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Agradeço o comentário!
Volte sempre! (:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Booker Queen! © 2012 | Layout por Chica Blogger| Modificado e hospedado por Miriam Pires| Ícones de redes sociais por Mariana Frioli.